Viva - A Vida é Uma Festa: veja motivos para ver a animação

Viva - A Vida é Uma Festa: veja os motivos para assistir a animação

Produção ganhou Oscar de melhor da categoria em 2018

Lançado no Brasil no início deste ano, a animação Viva – A Vida é Uma Festa é uma produção dos Studios Pixar que conta a história de Miguel, um garoto extremamente encantador e que no alto de seus 12 anos já sabe o que quer fazer para o resto da vida: música.
 

Mas o que era para ser uma certeza incontestável, dado o seu amor pela arte, acaba virando um grande desafio e uma intensa aventura, tudo porque a família inteira do menino simplesmente não suporta música, em decorrência de um acontecimento muito antigo, mas nunca superado. Mas além de não apoiar o sonho de Miguel, a família Rivera quer impor que ele vire sapateiro, seguindo a profissão de todos os seus parentes.
 
Não vamos contar a história inteira aqui, até para não perder a graça quando você reunir a sua família para assistir ao filme. Mas agora que você tem ao menos uma ideia central do roteiro, é hora de listar - sem spoilers, fique tranquilo - os motivos para embarcar nessa aventura e se divertir e emocionar.

 



Cultura Mexicana
 
A história se passa no México e todo o roteiro se desenrola em cima de uma tradição forte do país: o Día de Los Muertos (no Brasil, dia de Finados). Nesta data, as famílias se reúnem para celebrar a vida dos ancentrais e principalmente para fazer uma homenagem à memória daqueles que se foram. 

Em todo o país, as pessoas fazem máscaras de caveira e se fantasiam de esqueleto e altares são montados e enfeitados para receber fotos dos mortos, assim como as comidas e objetos preferidos.
 
A crença popular é de que nesta época os falecidos "visitam" as casas e "reencontram" os familiares e por isso, devem ser recebidos com muita alegria e festa. Além de deixar de lado a cultura americana, comum em produções dessa linha, o filme mostra e valoriza as tradições mexicanas. 

Vencedor do Oscar:

Em março deste ano, Viva - A Vida é Uma Festa faturou duas estatuetas na 90ª cerimônia do Oscar, a maior premiação do cinema mundial. O filme dirigido por Lee Unkrich desbancou os concorrentes O Touro Ferdinando, O Poderoso Chefinho, Com Amor, Van Gogh e The Breadwinner e venceu como melhor animação.
 
Além disso, o filme conta com uma música central, chamada "Lembre de mim", e a composição de Robert Lopez e Kristen Anderson-Lopez ganhou como melhor canção. O casal também escreveu a famosa "Let it Go", do filme Frozen, vencedora em 2014 como melhor canção.

Trilha sonora:

Como não poderia ser diferente, a musicalidade do filme vale destaque especial, ou seja, se você é daquelas pessoas que curtem música, provavelmente vai ficar satisfeito com as interpretações. E caso você não tenha costume de prestar muita atenção na trilha sonora das produções, lembre-se desse tópico na hora de dar play e curta os dedilhados de violão e o ritmo dançante da música latina.

Morte sem tabu:
 
Ao falar da morte de maneira direta, a animação desmistifica a ideia de que esse assunto precisa ser pesado e tenebroso, principalmente para as crianças. A "cidade" dos antepassados é linda, colorida e movimentada e os habitantes não passam medo, nem uma imagem ruim, muito pelo contrário, são divertidos e até desmontáveis.

Respeito às escolhas:
 
Desde os primeiros minutos da animação é possível captar uma mensagem importante e que é capaz de gerar reflexão: a de que a família não deve estabelecer o que a criança ou adolescente tem que fazer pelo resto da vida e não deve fazer pressão, chantagem ou estabelecer proibições.

Imagem relacionada

Elos familiares fortes:

Ainda que o filme mostre diversos embates entre integrantes da mesma família, o que fica claro no final é que mesmo com as diferenças, o amor entre eles prevalece e a união familiar é maior do que todos os problemas. 
 
Viva passa essa mensagem de que devemos respeitar e valorizar quem está ao nosso lado no presente momento, aproveitando cada segundo com as pessoas amadas, assim como precisamos nos lembrar com carinho daqueles que já nos deixaram.

Amizade com o pet: 

Durante toda a sua aventura, Miguel conta com a ajuda do cachorro Dante e não importa a situação, eles estão sempre dispostos a ajudar e proteger um ao outro. A relação entre eles é de amizade e companheirismo e na animação dá para entender que além de ser o melhor amigo do homem, os pets também podem ser considerados parceiros fiéis das crianças. 

Ética x ambição: 
 
Para não dar spoiler, não vamos falar exatamente em qual situação o filme transmite claramente a ideia de que a ambição nunca deve ser maior do que a ética, mas avisamos desde já que ao assistir não é difícil identificar qual é o personagem que dá exemplos de tudo o que NÃO deve ser feito.
 
O filme apresenta essa chance aos pais e familiares de sentar com a criançada e conversar sobre valores morais e éticos de uma maneira didática, fazendo paralelos com a história.
 
Agora que você já sabe que a produção vale a pena, é só clicar aqui para assistir ao filme no NOW. E se você ainda não é Cliente NET, assine já